chico@chicoamaral.com.br 
Inicio
Divulgação | Releases
"Singular" - Apresentação por Leo Gandelman
Autor: Chico Amaral
Data: 2007-08-18

Link Artigo


Chico Amaral é um artista muito especial! Com uma sensibilidade única, é um grande criador, com coragem de experimentar sempre. Veterano na música, fez também enorme sucesso com o grupo “Skank“, com suas letras e composições sempre muito musicais, construindo uma base sólida para o seu trabalho solo. Dono de um timbre rico e doce no sax, Chico está compondo, interpretando e improvisando cada vez mais livremente e com muita personalidade.

A musicalidade do Chico é como um prisma multifacetado.Tem música, letra, voz, arranjos especiais… ele toca também sax, flauta, piano e é também um excelente "band leader". Tudo acontece de uma forma muito natural e sempre em função de um resultado final musical original e sem fórmulas.

A pimeira música traduz em poucas notas a atmosfera brilhante de musicalidade, brasilidade e liberdade “Singular” deste trabalho!

Em "Sambage" Chico faz uma merecida homenagem ao grande maestro e saxofonista Moacyr Santos e ao mestre Baden Powell com uma belíssima composição e arranjo de sopros que nos traz de volta a sonoridade Samba Jazz, em grande estilo.

"Sobe o Verão" é um bolero romântico que tem um lindo solo de Beto Lopes no violão e Chico se revelando como um excelente pianista também!

Em "Tempo de Samba" a participação de Leo Minax traz um sabor “ Neopoplatino” emoldurado pelo som subtônico do sax tenor Stan Getiano de Chico, indicando o caminho elegante e eclético com que segue o CD.

"Maio" é uma composição no swing latino onde Chico dá um verdadeiro show de improviso no sax tenor, digno dos mestres!!!

Composição com a cara de Minas, em “Duas Marias“ Chico não deixa por menos e arrasa na interpretação ao piano, mostrando mais uma vez seu talento “multi- instrumentístico”!

"Panamerica" tem o swing latino do 6/8 e é uma composição diferenciada pelas sonoridades da guitarra roqueira de Leozinho Nastácia e os teclados do excelente Ricardo Fiúza. Destaque para o naipe de sopros formado por Cleber Alves, Vinicius Augustus e Paulo Márcio.

"Tateando" é um choro moderno , ousado em sua harmonia ao estilo Jobiniano onde Chico mostra seu trajeto musical pianístico.

"Boca" se abre a sofisticação e originalidade da proposta rítmica de Lincon Cheib e o show de bola de toda a banda que acompanha, com destaque ao cello de Antonio Viola e Firmino Cavazza. Chico abre a boca e canta do coração!!!!

"Borboleta" é um ambiente propício a altos vôos da imaginação musical onde o duo de sax de Chico e trompete de Paulo Márcio, o piano de Rafael Vernet e os teclados de Fiúza são muito bem emoldurados pela bateria de Limão e o baixo de Enéias.

"Balancim" tem humor, groove e muito balanço!! Destaque para a participação de Giuliano Fernandes, Fiúza no moog e piano elétrico e ao solo instigante e sugestivo de Chico no sax tenor!!!

"Lobo" é mais uma oportunidade de se perceber a criatividade e talento musical do compositor e arranjador que ainda se apresenta como flautista desta vez!!!!

Chico encerra o CD com "Bodas", que tem a participação do amigo Samuel. Uma declaração de amor a música POP, afirmando que não existem fronteiras na música. Vale o bom gosto e o coração!!!!!

O CD é uma viagem musical pessoal, original e única.
Chico Amaral é sem dúvida uma pessoa Singular!!!!

Rio de Janeiro, 18 de agosto de 2007.




 






Página Inicial