chico@chicoamaral.com.br 
Inicio
Discografia | Letras
Música: Brasilis
Álbum: Identidades | Chico Amaral, ONG Corpo Cidadão
Letra: Chico Amaral
Ano: 2005
Álbum: Identidades


Letra

Não é fácil definir a zona
A zona de demarcação do purgatório
Tão próximo do paraíso, encostada no inferno
toda esta fronteira, é uma via de dupla mão
Nem sempre péssima
Nem tudo se lastima
Nem totalmente ótima
Tampouco infeliz
Nem sempre lixo, nem tudo rosas
Depende pra lado tu aponta o nariz
Mas é no mar da minha carne
Que essas águas vão misturar
Não é só floresta tropical
Nem apenas a Mangueira no carnaval
Não há ó gente ó não luar como este no sertão
Que nunca invade o espaço do camburão
A roupa impecável do mestre-sala
Compensa os furos do tecido social
Um homem velho chora, o sol se cala
E tudo segue em sua violência habitual
Mas é no mar da minha carne
Que essas águas vão se misturar
Não é só a natureza esplêndida
Cercando as cidades mais estranhas da via-láctea
Não é só a simpatia e a alegria dessa gente
enfrentando a truculência no dia-a-dia
Não é só pandeiro, cavaquinho e violão
Não é só pop da televisão
Não é só funk no pancadão
Escuto outras coisas por aí
Mas é no mar da minha carne
Que essas águas vão misturar




 






Página Inicial