chico@chicoamaral.com.br 
Inicio
Discografia | Letras
Música: Te Ver
Álbum: Meu Filme | Lô Borges
Letra: Samuel Rosa - Lelo Zaneti - Chico Amaral
Ano: 1996
Álbum: Meu Filme

Letra

Te ver e não te querer
É improvável, é impossível
Te ter e ter que esquecer
É insuportável é dor incrível

É como mergulhar num rio e não se molhar
É como não morrer de frio no gelo polar
É Ter o estômago vazio e não almoçar
É ver o céu se abrir no estio e não se animar

Te ver e não te querer
É improvável, é impossível
Te ter e ter que esquecer
É insuportável é dor incrível

É como esperar o prato e não salivar
Sentir apertar o sapato e não descalçar
É ver alguém feliz de fato sem alguém pra amar
É como procurar no mato estrelas do mar

Te ver e não te querer
É improvável, é impossível
Te ter e ter que esquecer
É insuportável é dor incrível

É como não sentir calor em Cuiabá
Ou como no arpoador não ver o mar
É como não morrer de raiva com a política
Ignorar que a tarde vai vadia e mítica

É como ver televisão e não dormir
Ver um bichano pelo chão e não sorrir
É como não provar o néctar de um lindo amor
Depois que o coração detecta a mais fina flor

Te ver e não te querer
É improvável, é impossível
Te ter e ter que esquecer
É insuportável é dor incrível.

 




 






Página Inicial